Escolha uma Página

Comparado com 2019, são mais de 80% de redução de custos desde junho, além da gestão completa da mobilidade urbana dos seus funcionários. Hoje, a Chesf tem total rastreabilidade das viagens e gerencia todos os valores, o que reflete diretamente na segurança de sua equipe, no financeiro da empresa e em um processo com muito mais controle.

Só em 2019 foram mais de 1 milhão de reais gastos em corridas de táxi. Já o custo com locação de carros para transporte dos operadores chega a 5 milhões por ano. São valores altos e que não eram auditados, pois o processo não era eficiente e envolvia muita burocracia. Os deslocamentos eram pagos pelos funcionários, que pediam adiantamentos e depois prestavam contas com a apresentação de recibos. Estes, muitas vezes eram ilegíveis ou com valores incompatíveis, eram perdidos ou não estavam preenchidos. 

A Chesf não tinha nenhuma gestão dos trajetos ou duração das viagens. “A gente normatizou essa questão e temos agora o controle total do que é gasto e de quais são as necessidades, inclusive. E a gente vai cada vez mais aprimorar isso. A facilidade agora é bem maior.”, relata Viviane Brito, assessora da diretoria de gestão corporativa.

 

Deslocamento dos funcionários com a Mobicity

Uma das principais vantagens para os funcionários foi a simplificação da burocracia. O pagamento é feito direto pela empresa, retirando a necessidade de todo o processo de adiantamentos, prestação de contas ou reembolsos. Além de não haver circulação de dinheiro e recibos durante a corrida, todas as informações ficam registradas na plataforma – valor, percurso, horários, dados do veículo e do motorista. Além da melhor gestão, ter esses dados representa mais segurança para os funcionários da empresa.

Os veículos são solicitados via web ou com a praticidade de poucos toques na tela do celular. A plataforma faz a busca em operadoras de  táxi comum ou carros de aplicativo e a viagem apresentada é sempre a mais econômica. Há ainda a possibilidade de agendar corridas, assim os funcionários podem se planejar com antecedência. 

A Mobicity traz também as viagens compartilhadas. O sistema detecta corridas que têm origem e destinos próximos e em horários similares para que os funcionários realizem esse percurso juntos. Esse compartilhamento representa uma economia de 17% no valor total de viagens em 5 meses.

Os gestores têm acesso aos relatórios gerenciais da plataforma e conseguem acompanhar os principais indicadores como a economia por melhor transporte ou por compartilhamento, a quantidade de viagens realizadas, funcionários que mais utilizam o serviço ou as origens e destinos mais solicitados. Assim, a Chesf consegue entender seu perfil de mobilidade e tomar ações para trazer melhorias para a empresa.

 

Processo de implantação da Mobicity na Chesf

A Chesf estava em busca de uma solução moderna e inovadora para fazer sua gestão de mobilidade corporativa. Buscaram no mercado as empresas que prestavam esse serviço e escolheram a Mobicity por conseguir atender suas necessidades.

Eles buscavam uma plataforma que entregasse os dados de rastreabilidade para maior segurança dos funcionários. Tinham interesse no sistema de corridas compartilhadas, na integração de outros parceiros (99, Teletaxi etc) e em viagens agendadas. E, principalmente, buscavam uma solução para a burocracia dos adiantamentos e recibos e um melhor controle financeiro dos serviços que envolvem a mobilidade de seus funcionários.

A Mobicity passou por uma prova de conceito. Nos adequamos às solicitações para atender a política de utilização de transporte da Chesf como: incluir justificativa de uso, a liberdade de escolha do prestador, cadastro de usuários temporários e o limite de deslocamento urbano de até 60 km.

Foi realizada uma ação de divulgação da Mobicity entre os funcionários com emails e folders e a adesão foi bastante positiva. Aqueles que realizaram mais viagens em 2019 receberam um power bank para ter o celular sempre carregado e poderem fazer as solicitações via aplicativo. “O app veio para dar um salto de qualidade”, afirma Viviane.

Outro grande benefício é que agora os funcionários têm consciência do impacto das suas escolhas na empresa. Antes, as viagens eram apenas uma forma de deslocamento e hoje eles recebem a melhor opção de transporte e podem decidir qual prestador utilizar e também fazer viagens compartilhadas. “A gente esperava uma redução na faixa de 38% a 40%. Chegamos a fazer um projeto piloto para transporte de operadores em troca de turno em subestação. Em 1 mês, em relação à locação de veículos, a gente atingiu uma economia de 58%.”, disse Pedro Selva, assessor da diretoria de gestão corporativa.

Como ações futuras, a Chesf pretende fazer a integração de sua frota de veículos com a Mobicity, assim os funcionários podem consultar a disponibilidade de carros e fazer a reserva direto pelo app. E ainda podem ser incluídos os carros alugados e fretados. São mais opções de modais dentro da mesma plataforma para que a melhor forma de transporte seja calculada pelo sistema e oferecida aos funcionários.

A Mobicity tem abrangência em todo o Brasil e, junto com Chesf, está trabalhando para aumentar a capilaridade de atendimento e trazer uma experiência cada vez melhor para as pessoas.